21 de nov de 2012

Neuroma de Morton



O Neuroma de Morton é uma massa fibrosa que ocorre na bainha nervosa do nervo plantar, envolvendo-a, gerando aderência do nervo. Incide no nervo plantar comum, onde ele se divide em dois ramos digitais, localizando-se entre a terceira e a quarta cabeça metatarsal. Devido a uma característica do sexo feminino de usar sapatos com salto, sugere-se que a lesão ocorre pelo aumento de pressão na cabeça dos metatarsos e consequentemente compressão do nervo. 




O neuroma desenvolve dor característica no ante pé fazendo com que o paciente tenha por hábito retirar os sapatos e massagear a região por onde passa o nervo. A dor irradia-se para os dedos e pode estar associada à parestesia e sensação de queimação. Radiografias não são sugestivas para detectar o neuroma. A ressonância magnética é um exame que certamente demonstra o neuroma, características e tamanho.

Tratamento:

Inicialmente deve-se instruir o paciente para que o mesmo siga alguns procedimentos básicos, conjuntamente ao tratamento (orientação). Mudanças de hábitos quanto ao uso de calçados, com preferencia em sapatos com salto menor e bico mais largo, diminuindo a pressão existente no ante pé, associado ao uso de anti-inflamatórios, caso haja indicação médica. 

O tratamento fisioterapêutico baseia-se em alongamento de flexores de dedos e fáscia plantar, com o objetivo de liberar as aderências que envolvem a bainha do nervo. O ultra-som terapêutico é utilizado com o intuito de acelerar o metabolismo na região da lesão e causar ruptura nos tecidos sólidos, agindo com propriedades anti-inflamatórias. A crioterapia (gelo), que tem por efeito fisiológico diminuir o fluxo sanguíneo e anestesiar a área de aplicação, diminuindo os processos álgicos. O tratamento cirúrgico pode ser indicado em alguns casos. 

Texto: Gregório Nunes Weinmann
Edição e Revisão: Leonardo Fratti Neves